Que a Minha Estrela Brilhe Para Mim...

Que a Minha Estrela Brilhe Para Mim...
Mesmo Que Seja Apenas Aqui!

18 de dezembro de 2013

"Um Presente de Natal"

            *****************************************
Já se sente o natal, mas não como antigamente
Pois agora o natal tem um sentido diferente.
Neste dia tão especial, não se vive com a mesma nostalgia
Uns sentem tristeza, outros ainda sentem alegria.
É sempre natal, para todas as crianças
Para receber os presentes, são as suas esperanças.
O natal significa, o nascimento de CRISTO
Mas hoje em dia, ninguém mais se importa realmente com isto.
O natal é o amor, que nunca morre dentro dos corações
O que morre são certos momentos, que não vividos com as mesma emoções.
Natal é família, que nesse dia se reúne
E só por esse motivo, não se faz ficar imune.
Hoje em dia, as famílias vivem mais separadas e sem união
E por isso o natal, já não é sentido, com aquela alegria dentro coração.
O natal deveria ser a vida, de quem vive todos os dias
Pois a vida é um presente com todas as mais valias.
Que haja bênçãos, harmonia e paz, no dia que é chamado, dia de natal
Que as graças de DEUS alegrem os corações e os livrem de todo o mal.
E que seja sempre natal, mesmo para quem não o sentir
Que tenha força e FÉ em DEUS, que alegria irá surgir.
Neste mundo tão difícil, nestas vidas tão complicadas
Não existem possíveis tão impossíveis de viver com as almas curadas.
Faça a missa de natal, nem que seja no seu pensamento.
Que esses dias de festas, no coração sejam sentidos nesse momento.
E quando chega o natal, o ano está se acabar
E nada, tudo termina, nem tudo em nada, vai recomeçar.
A vida é um começo em cada criança que nasce para a LUZ       
E com a vida crescemos, e com tudo que vivemos, também dizemos…
 Meus DEUS nosso Senhor, Jesus.
Pois com essas expressões, sabemos o que sentimos
Pois também é o natal, com tudo o que usufruímos.
Devemos agradecer a DEUS por tudo o que temos na vida
E que a humildade e bondade, sejam a cura de cada ferida.
Que o amor amizade seja… 
Como uma família especial
Que a vida de cada um/a de (nós) seja…
Um presente de Natal.
******************
(16/12/13)

Autoria: *Goreti Martins*



3 de agosto de 2013

" Vidas Cruzadas "


" Há-de sempre chegar a Primavera! "


" Voltar "


" Na Vida"...


" Eu não vou parar! "


********************************************
Parei para conhecer a vida…
Fiquei parada, para a observar,
Parei para o olhar o mundo,
E caminhei para me encontrar.
Parei para me conhecer…
Caminhei para saber quem sou,
Fiquei parada para observar a gente,
Que no meu caminho se cruzou!
Parei para parar de me iludir…
E muitas vezes fiquei parada pensando,
Eu não deixo de parar para ver,
Tudo que a vida me está mostrando.
Parei num caminho que me travou…
E que me obrigou a parar,
Se eu tivesse parado a tempo,
Talvez eu ainda pudesse o meu objetivo concretizar!
Parei, e parece que no tempo estou parada…
Mas parada eu nunca fiquei,
Eu paro, quando parada devo ficar,
E só eu, da minha vida, é que sei.
Parei e paro para continuar a minha vida…
Que nem no sofrimento, a levou,
E se eu continuo vivendo,
A minha vida não parou!
Parei e agora observo tudo o que penso e que sinto…
Mas não paro de afirmar o que eu vejo com certeza,
Se tenho o dom, de enxergar e pressentir.
A vida me fez descobrir a razão dessa natureza.
Parei, para olhar em frente…
Mas no espelho não fico parada,
Eu já me conheço, e sei quem sou
E não sou de viver enganada!
Parei para escutar o mundo…
Também paro para o ouvir,
Mas nunca irei parar de dizer,
Nem vou parar de falar o que eu sentir.
Parei, e paro para escrever…
E não estou parada em imaginação,
Só eu sei, do que eu descrevo,
E as minhas palavras não param em vão!
Parei para ver a realidade…
Que DEUS sempre me transmitiu,
Agora reparo no que só eu sei ver,
Pois a Lei da sabedoria, nunca me mentiu.
Parei para olhar as estrelas…
Que iluminavam o céu,
Eu também vi a lua parada,
Com claridade esplêndida, luz me deu.
Parei e fiquei parada, dos meus sonhos…
E eu até posso parar de sonhar,
Mas enquanto eu viver…
Eu não vou parar!
***************************
(03/08/13) 
Autoria: *Goreti Martins*

26 de março de 2013

"O Mesmo Coração que Nasci"

 

******************************************************
Ai se eu nascesse num outro ventre, com outro viver,
Que fosse muito mais que sofrer…
Para além da realidade e da filosofia;
Ai se eu nascesse numa outra passagem,
E fizesse desta minha viagem…
Utilidade á minha sabedoria.
 Ai se eu conseguisse inverter o sacrifício,
Que faz às vezes parecer da vida num precipício…
Quando algo não faz mais sentido;
Ai se eu conseguisse ter a força da natureza…
 E tivesse segurança e a certeza,
De tudo o que me é desconhecido.
Ai se eu vencesse tudo o que parece um “abismo”,
E vencesse o sacrifício do meu (nome de batismo… /Goreti)
De tudo aquilo que eu ainda pudesse mudar;
 Ai se eu vencesse a ignorância e a ilusão,
De tudo aquilo que parece não ter mais solução…
E fazia da realidade, bem mais que um sonho a realizar.
Ai se eu me fizesse com coragem de sair deste “deserto”,
Poder adivinhar o sentimento certo…
Como a certeza do meu amor;
Ai se eu me fizesse sair deste “castigo”,
Que é o meu porto de abrigo…
O meu coração sonhador.
Ai se eu pudesse sair deste “labirinto”,
Decifrar tudo o que eu sinto…
Revelar tudo de mim;
Ai se eu pudesse sair desta montanha,
Que me revolta e me “acanha”…
Por não saber qual o meu fim.
Ai se eu até morresse de felicidade,
E matasse em mim a saudade…
Dos bons momentos que vivi;
Ai se até morresse e voltasse de novo á vida,
Curada da minha alma ferida…
Mas com o mesmo coração que nasci.
********************************
(25/03/13)
Autoria:
 
Goreti Martins

6 de fevereiro de 2013

"Em Busca da Felicidade"

***************************************************************

A felicidade é como o vento

 Que sinto a cada momento

Como viver no incerto,

Ser feliz é poder sorrir

E a felicidade querer sentir

Que em mim passa bem perto.

*

Mesmo que não possa a felicidade prender

Eu consigo senti-la e com ela viver

Quando ela está dentro de mim,

É mentira se digo que vivo feliz

Mas é verdade que não sou infeliz

Pois busco a felicidade, num começo sem fim.

*

Felicidade é sentir alegria

Cada vez que nasce um novo dia

Mesmo que surge também a tristeza,

Pois se o mundo está “louco”,

A vida é viver de tudo um pouco

Pois é assim feita a natureza.

*

Os anos estão passando

E eu vivo a vida sonhando

Mesma que mais nada (EU) não consiga realizar,

E a cada ano que tenho vivido

Eu não quero perder a razão, nem o sentido

  De pelo menos ”ainda” poder sonhar.

*

Entre lembranças e recordações

Esperanças e desilusões

O que fica do meu viver é a saudade,

Sem certezas e algum talvez

 Que viverei um dia de cada vez

Mas sempre, Em busca da felicidade…
*
(06/02/13)

Autoria: Goreti Martins