Que a Minha Estrela Brilhe Para Mim...

Que a Minha Estrela Brilhe Para Mim...
Mesmo Que Seja Apenas Aqui!

9 de agosto de 2017

" Falsa Felicidade"





















Inventaram a tecnologia e a Internet... 
A seguir inventaram as redes sociais,
Até parece uma nova televisão
Com cento e tal novos canais.
Depois inventaram os telemóveis ...
Com tecnologia avançada,
Com as pessoas inseridas nas redes sociais
Como uma “droga” para gente influenciada.
 As pessoas já não são mais as mesmas...
Como eram antes de existir a Internet,
Tudo era vivido uns com os outros de forma natural
Agora tudo é partilhado no Instagram/facebook
Como se fossem, e vivessem o mundo do “JETSET”.
Vai-se ali, vai-se acolá....faz-se isto, e faz-se aquilo...
Tudo com intuito, de ser partilhado nas redes sociais,
Uns não, mas outros com intenção de provocar inveja
Feito competição entre amigo/as, rivais.
No face, se vê gente comum e gente vulgar...
E outros que parecem famosos da TV,
Exibindo manias de grandeza,  nos convívios entre pessoas
Neste mundo virtual, de tudo um pouco se VÊ.
No facebook, não há gente boa, nem gente má...
Apenas há gente, que a gente GOSTA, ou NÃO,
Uns, ainda se agradam, uns aos outros
Outros não fingem, nem o que são.
Parece que tudo é mais lindo postado no facebook...
E da triste realidade,  a maioria vive a esconder,
Espalham falsa felicidade pelas redes sociais
E quando se diz (LÊ)certas verdades, fingem NÃO VER.
Furiosos ficam, os que vivem para as fantochadas...
Pelo que expõem no face de tudo o que lhes cabe,
Se alguém se atreve a dizer o que pensa 
Só fala pelo que vê, mesmo que não fale por aquilo que sabe.
No facebook existe tanta falsidade e muita hipocrisia...
E os que se conhecem, fazem um esforço para não criarem desavença,
Pois, já não existiriam certas amizades
Se fossem a comentar, tudo o que se PENSA.
No mundo virtual,  nem tudo é positivo ou negativo...
Sempre se encontra de tudo um pouco como na realidade,
Há gente com interesses, e pessoas interessantes
Encontra-se de tudo com  imensa diversidade.
No grupo/lista de amizades do facebook...
Uns são apenas virtuais, outros são familiares e conhecidos,
E quando se fala sobre (verdades e realidades) 
Nota-te quem são, os que se revelam incomodativos. 
Que ninguém se engane, e que não se iluda...
Pelo que fazem, e pelos lugares onde vão,
Partilham diretamente quase tudo nas redes sociais
Como a quem vive nessa vida de ilusão.
Não gostam de ler, diretas ou indiretas...
Pois o que fazem, não gostam de admitir,
Se não tivessem nem ai, para o que expõem
Não levavam a mal, e se afirmavam em assumir. 
Nas redes sociais, a vida é bela, e o amor é lindo...
Um mundo virtual cheio de aparências e de vaidade,
Usufruam deste meio para darem mais nas vistas, e sentido à vida
Mesmo que seja, mostrando uns para outros... "uma falsa felicidade."
**********************************************************
(09/08/17)

Autoria de: *Goreti Martins*

21 de outubro de 2016

"Não parei de sonhar"

******************** 
Menina pobre eu nasci
Muito chorei e sofri
Mas aprendi a crescer,
Uma outra vida eu queria
Mas desse jeito eu vivia
E assim aprendi a viver.
Eu aprendi com a dor
Com respeito e amor
E a viver com dignidade,
Fui feliz sem saber
E hoje eu posso dizer
De um outro tempo tenho saudade.
De uma vida que eu não escolhi
Mas com o tempo percebi
Que a vida é, como tem que ser,
O tempo da vida tem prazo
E nada é por acaso
A gente tem, é que perceber.
E das vezes que eu chorei
Pela uma vida que não sonhei
Mas pelo UM SONHO EU VIVIA,
Sempre fui uma romântica sonhadora
De mim mesma, fiz-me autora
Dos poemas que desde criança escrevia.
E por tudo o que passei
Que só DEUS sabe, e eu SEI
Que apesar de sorrir, por dentro eu chorava,
De uma vida que passou
E hoje a pessoa que SOU
Deixarei de mim, uma marca registrada.
Uma ESTRELA e um CORAÇÃO 
Símbolo pelo meu SER, em descrição
De muito o que vivo, e de muito o que sinto,
Por mais que eu goste de ler
Sempre gostei mais de escrever
Esse, é o meu DOM por instinto.
Sou um pouco do que era,
 E do que sou, eu não mudo
Eu vivi um pouco de tudo
Tive do tempo, o meu melhor PROFESSOR,
E mesmo a vida que me dera
Sendo não sendo, a que quis
AMO a vida, seja eu ou não, FELIZ
E apesar de tudo, nunca perdi o MEU VALOR.
E de um tempo que RECORDEI
Ao rever fotografias percebi que mudei
Não por dentro, mas por fora,
Sempre fui alegre e divertida
Sou do tipo que adora fintar a vida
E continuo a ser a criança que fui outrora.
E a menina/mulher que estou recordando
Pelo tempo que me foi transformando
Da vida que foi vivida, é sempre bom recordar,
E a mulher que hoje SOU
Eu sei que muito de mim mudou
Mas eu ainda, não parei de sonhar.
******************************
 (23/10/16)

Autoria: *Goreti Martins*




"O Meu Coração"

…………………………..
Que a força da coragem que tenho
Não me impeça de desistir de mim,
Pois das raízes de onde eu venho
Me façam apenas parar no meu fim.
*
Que a morte de tudo em que acredito
Me faça ouvir e me deixe falar,
Pois tudo o que calo, deixa o meu silencio em grito
Deixando a minha alma se sufocar. 
*
Que o tempo me ensine a ter paciência
Porque sei que com paciência também se aprende,
Independente que seja, vivo da dependência
E nesta vida, quem não deve não teme.
*
Toda a musica que gosto de ouvir
É aquela que mostra o que sinto, e que me faz vibrar,
Pois na musica me consigo despir
Seja quando canto, e quando posso dançar.
*
Toda de mim, vivo com duas metades
O que vivi no meu passado, e o que vivo no meu presente,
Sou imperfeita, com defeitos e qualidades
Não sou melhor nem pior do que ninguém, apenas sou diferente.
*
Uma grande parte de mim, sou como um palco
Mas também sou, como um pouco de plateia,
Existe uma parte de mim que eu desfalco
Pelo que eu enxergo, em tudo que me rodeia.
*
Um sonho foi, uma metade de mim
Mas outra metade, é a minha realidade,
Foi embora, parte do que foi de bom, e o que foi de ruim
E se não fui feliz, pude ao menos sentir a felicidade.
*
Sou um pouco de todos, que conheci
Um pouco dos lugares que pude passar,
Sou muito de tudo que aprendi
Um pouco das saudades que deixei em qualquer lugar.
*
Sou muito das coisas que gostei
E muito mais sou, daquilo pude errar e aprender,
Entre coisas e pessoas que conquistei
São todas as partes e as metades em que posso me descrever.
*
Se parte de mim, sou o que penso, com ou sem calma
Outra parte de mim, sou o que sinto e vivo em inquietação,
Contudo, numa parte de mim, é o que sinto na minha alma
E noutra parte de mim, é o que sente o meu coração.
********************************************
(12/10/16)
Autoria: *Goreti Martins*


"Alegria de Viver"


*****************
A vida não é como eu gostaria
Mas é como eu a posso viver,
Sempre me habituei a viver com pouco
E agradecer a DEUS com o que posso ter.
Não tenho vícios nem manias
Vivo com muita simplicidade,
Nunca quis imitar ninguém
E assumo a minha vida com verdade.
Sei o que é viver com dificuldades e sacrifícios
Sei dar valor a tudo que a vida me ensinou,
Sinto que a vida é como um jogo, com sem sorte
E nem tudo aquilo que se perde, se ganhou.
Ainda não deixei os meus laços de família
Mas estou desamarrando alguns laços de amizade,
Descobri muitas verdades sobre as pessoas
Que estiveram na minha vida com falsidade.
Não sou santa e nem sou perfeita
Nem nunca de ninguém exigi perfeição,
Com os outros sempre fui verdadeira
Mas os outros comigo NÃO!
Não quero mais me iludir
Nem me sentir mais enganada,
Se eu voltar a acreditar em certas pessoas
Eu vou sair de novo magoada.
Já cheguei a deixar de gostar de mim
E tive que aprender a me amar,
Hoje eu, me amo tanto
Que me coloco em primeiro lugar.
Com DEUS, aprendi a andar sozinha
Pois com alguém, acabo sempre dececionada,
Poucos são, os que sabe me compreender
Antes só, do que mal-acompanhada.
Quero viver um dia de cada vez
E aproveitar o que vida tem me para oferecer,
Sei ser feliz comigo mesma
E serei feliz, se nunca perder a alegria de viver.
**************************************
 (25/05/16)


Autoria: * Goreti Martins*

"Nossas velhas raízes"

........................
- Longe vão-se
os tempos
Onde existia harmonia
 e união familiar,
Tempos esses
em que não existia
 muito dinheiro
E todos eram nascidos
estruturados para trabalhar.
Eram tempos
 de mais pobreza
Mas com nobreza
 no coração,
Eram apenas
ricos de espírito
E todos se ajudam
 com a sua própria mão.
A quantidade
dos filhos
 que nasciam
Era a herança
de todo o lar,
E o respeito e a dignidade
 que existe nesses tempos
Foi a única herança,
que muitos pais
 puderam apenas deixar.
- Todos aqueles pais de agora
 que educam
seus filhos sem freios
Deixando fazer
 o que eles querem
 (já) desde criança,
Pais esses
que receberão de seus filhos
Aquilo que de pior
lhes estruturaram
como herança.
Onde existir
pais com dinheiro
Terá seus filhos juntos
apenas por uma
conveniente união,
Pois na hora das partilhas
filhos esses,
também se discordarão.
- Quando se vê uma árvore
das mais antigas
Lembra também as pessoas
 como eram antigamente,
Pois as árvores que (hoje)
se colocam na terra,
 são como as pessoas
Que geram seus frutos/filhos
 numa educação diferente.
Árvores essas,
que darão frutos
apenas como, uma linda imagem,
que no tempo apodrecem
sem amadurecer
que enganam pelo rótulo,
sem nenhuma essência
na embalagem.
- Antigamente
 nasciam muitos filhos
 para ajudar os pais
 a trabalhar nos campos e quintais,
Atualmente poucos filhos nascem
 e os que nascem
só dão trabalho aos pais.
 Filhos que vão
para escola do estudo
Vivem a vida
sem uma lição de vida,
Com muitos livros
 para estudar
Mas sem nenhuma
matéria aprendida.
Os filhos que agora
se formam na tecnologia
Uma geração à rasca
 é assim a nova geração,
Não se constroem
 com personalidade
Apenas vivem
 de telemóvel na mão.
-Em que de tudo buscam de bom e de mau na internet …
E nesses aparelhos usam os seus sentimentos, e assim se sentem felizes,
São como as tais árvores que nunca darão filhos/frutos como antigamente
E na discrição deste contexto, ficarão as saudades dos nossos avós/das…
“nossas velhas raízes.”
*****************
(21/09/16)

Autoria: *Goreti Martins*


7 de julho de 2016

"Afeto Dedicado"

"Afeto dedicado"

************************
 Como eu queria,
esquecer certas pessoas
Poder "mata-las"
dentro do meu coração,
Mas cada vez que recordo
de certas lembranças boas
Volta de novo
essa minha indecisão.
Nunca gostei
de amar pela metade
E o que dói mais
 é ter a certeza
 do incerto,
Eu queria poder
 estar longe
sem ter saudade
Porque faz doer,
 Sentir querer estar perto.
E quando o meu coração
me faz escrever
Talvez seja
a minha alma a chorar,
Porque eu tenho
 muito vontade de dizer
Certas verdades
que estou evitando falar.
É muito difícil
 aceitar injustiça
e ingratidão
De certas pessoas
 que nunca mereceram
o melhor de mim,
Meu erro foi
nunca ter a coragem
 de “lhes” dizer um NÃO
Para elas sentirem,
 como eu me sinto assim.
Assim como
 sempre acreditei no amor
Acreditava muito mais
 na amizade,
São poucas as pessoas
 que dão o mesmo valor
Aos afetos sentidos
 pela mesma sinceridade.
Eu nunca soube controlar
 os meus sentimentos
Eu sou do tipo,
que me apego demais,
Nunca fui uma pessoa
de fingimentos
E os meus sentimentos
 são espontâneos e reais.
Eu menosprezo
 as manias de grandeza
e os gestos por conveniências,
Certas pessoas,
são como são, por natureza
Quando se sentem bem,
vivendo de aparências.
Seja por quem for,
 não corro atrás de ninguém
Aceito de coração,
quando alguém quer estar
 ao meu lado,
Eu só darei
a mesma importância a alguém
A quem oferecer de si mesmo/a,
o seu afeto dedicado.
*************************
(07/07/ 16)

Aut: *Goreti Martins*

21 de dezembro de 2015

"Em Busca da Felicidade"

EM B.D.FLCDD.jpg
“Em busca da felicidade”

************************
A felicidade é como o vento
 Que sinto a cada momento
Como viver no incerto,
Ser feliz é poder sorrir
E a felicidade querer sentir
Que em mim passa bem perto.
*
Mesmo que não possa a felicidade prender
Eu consigo senti-la, e com ela viver
Quando ela está dentro de mim,
É mentira se digo que vivo feliz
Mas é verdade, é que não sou infeliz
Pois busco a felicidade, num começo sem fim.
*
Felicidade é sentir alegria
Cada vez que nasce um novo dia
Mesmo que surge também a tristeza,
Pois se o mundo está “louco”
A vida é viver de tudo um pouco
Pois é assim feita, a natureza.
*
Os anos estão passando
E eu vivo a vida sonhando
Mesma que mais nada (EU) não consiga realizar,
E a cada ano que tenho vivido
Eu não quero perder a razão, nem o sentido
 De pelo menos ”ainda” poder sonhar.
*
Entre lembranças e recordações
Esperanças e desilusões
O que fica do meu viver é a saudade,
Sem certezas e algum talvez
Que viverei um dia de cada vez
Mas sempre, Em busca da felicidade…
*********************************
15/RPT/15


Autoria: Goreti Martins